Agências Digitais goianas se qualificam no mercado

No dia 8 de dezembro (dia de Iemanjá – Nossa Senhora da Conceição) o mercado digital goiano toma um novo  rumo, com a realização 1˚ Seminário ABRADI-GO/Associação Goiana das Agências Digitais- para formação do Mercado Digital, o encontro será no auditório da FAEG em Goiânia e a inscrição é gratuita http://abradigo.com.br/seminario/

O evento abordará as principais áreas de uma agência digital com o objetivo de apresentar ao mercado como é o funcionamento diário de uma agência com foco em mídias digitais uma agência digital pode  ajudar sua marca ou organização a atingir resultados positivos.

A BTB/on, agência digital da Casa Brasil Comunicação, estará presente, e vai contribuir com a formação e abrir novas oportunidades no mercado. Segundo Rafhael Lacerda Araújo, da BTB/on, o mercado goiano é próspero e vai tomar bons rumos a partir do Seminário da ABRADI-GO.

 

 

 

COMO UM DIA DE DOMINGO

 

 

 

O vagão quase vazio indicava que é um dia de domingo. Daí resolvi pedalar, como milhares de paulistanos fazem aos domingos. Aluguei uma Bike e fui ao Parque Ibirapuera. Na TRIGÉSIMA BIENAL, encontrei um vídeo de um homem amarrado com um bode, me senti em casa….uma viagem.

As frutas do mercado municipal enchem os olhos dos visitantes e compradores, tem jaca, caju, siriguela, mas tem coisa que nunca vi ou ouvi falar…”Fica tranquilo aí freguês, hoje é domingo”, grita um feirante dentro do mercado e  oferece um pedaço de uma fruta exótica para um transeunte experimentar.

O “rapa” tem em toda capital, mas aqui os orientais são mais perseguidos, mas antes que as  mercadorias vendidas nas ruas, fossem recolhidas, comprei seis pares de meias. Sentei no meio-fio, e ali mesmo calcei.

Os Palestinos gritavam em plena Avenida Paulista, chamando os invasores de Gaza de Assassinos, mas os pássaros somente olhavam e as flores nem ligavam…Todos pareciam, mesmo assim, no mesmo barco: Lutando pela vida e liberdade. É, é assim o Domingo…

 

 

Suplicy dança forró com executiva do Itaú em show do “Gonzagão”

Chimbinho do Acordeon, sanfonista e ator que interpretou Luiz Gonzaga dos 27 aos 50 anos no Filme, fez um show no Itaú Cultural em São Paulo, nesta sexta-feira, onde cantou e encantou o público, de 250 pessoas. O senador Eduardo Suplicy-PT/SP, assistiu o show, dançou forró e pediu a “saideira”.
Suplicy, ao lado da executiva do ItaúSA e presidente do MAM (Museu de Arte Moderna de SP) Maria de Lourdes Egydio Vilela, conhecida como Milu Vilela, animou o show, quando levantou-se diante do tímido público que estava no anfiteatro, e dançou forró com Milu Vilela. O sanfonista gritou do palco: “Arroxa Senador, é hoje”, arrancando aplausos e risos do público; logo muitos expectadores começaram a dançar nos corredores. Milu parecia muito à vontade e gostou da contra-dança do senador.

Suplicy e Milu Vilella no forró de Chimbinho do Acordeon

Chimbinho do Arcordeon, faz um tributo ao rei do baião, que completaria 100 anos em dezembro. O sanfonista e ator, comemorou no palco a marca de 1 milhão e duzentos mil expectadores do Filme “Gonzaga: de pai para filho – onde Chimbinho interpreta Luiz Gonzaga. Nascido Nivaldo Expedido de Carvalho, filho de piauienses, tornou-se Chimbinho e é muito elogiado pela interpretação no filme e sua performance no palco cantando.

Chimbinho do Acordeon, encantou no público no Itaú Cultural

Recentemente Chimbinho foi ao Senado Federal, a convite do senador Suplicy, mas foi impedido de cantar. No plenário. O episódio foi lembrado durante o show, e o artista disse somente que cumpriu as regras. Alguém gritou no palco: É censura!” Ele respondeu: Vamos cantar….
Depois de cantar muitos sucessos de Gonzagão, o sanfonista Chimbinho, o público tomava conta dos corredores do anfiteatro, onde todos dançavam. Quando anunciou o fim do show, o público pediu de pé a “saideira”, quando o senador Suplicy gritou dois pedidos: “Canta Assum Preto e Triste Partida”. Ao pedir a música, o Senador Suplicy disse em voz alta, que é a música preferida do ex-presidente Lula, arrancando aplausos dos presente. O senador foi atendido nos dois pedidos musicais.
O Show é gratuito e neste domingo tem outra apresentação. Os ingressos são entregues às 19h e Chimbinho do Acordeon começa a cantar às 20 horas no Itaú Cultural na Avenida Paulista.

“Você é o que você compartilha”

Todos nós somos aprendizes. Por isso comece agora e crie o seu BLOG. Seja no mundo corporativo ou não, o importante é que jovem nesse mundo não tem nada haver com idade. Vamos ouvir o mundo corporativo e veja que é o WEB-EMPREENDEDOR e WEB-PROFISSIONAL. O Mundo corporativo ainda está na infância da era digital, diz professor de cultura digital Gil Giardelli, autor de ‘Você é o que Você Compartilha’.

“Quem não vê bem uma palavra não pode ver bem uma alma” (Fernando Pessoa)

        Trecho de Fernando Pessoa, escrito no chão do museu interativo da Língua Portuguesa na Estação da Luz, encanta jovens e adultos. Sob  o mantra “penetra surdamente no reino das palavras”, o expectador entra no museu e começa a viagem. Aliás, viagem que deveria ter em todas estações das grandes cidade, quiçá  nas médias e pequenas comunidades.

A África, Luiz Gonzaga, Iemanjá, a Revolução de 1930, os sotaques, poesias, costumes, danças e manifestações, ilustram os três andares do Museu, instalado na Estação da Luz na capital paulista, é um verdadeiro mergulho na nossa história e uma viagem no conhecimento da língua portuguesa.

Ouvir Maria Bethânia, Carlos Drummond de Andrade, Cajú e Catanha, Oswald Andrade ou relembrar o paraibano Augusto dos Anjos.

O Museu é um programa bom, barato, interativo e de grande investimento no conhecimento. Quem não leu o alagoano Graciliano Ramos quando jovem? Se não leu, leia agora, pois assim você irá conhecer “Baleia”. Com trechos dos principais escritores brasileiro, a língua portuguesa se desmancha no chão do salão do museu, usando tecnologia e muita criatividade.

Na parte de fora, nas calçadas do museu, mais uma surpresa; encontrei outro alagoano, Gilberto, conhecido como “Maivé”, que distribui conhecimento, simpatia e ama a nossa língua portuguesa.

 
Praça da Luz, s/nº
Centro – São Paulo – SP
(11) 3326-0775
museu@museudalinguaportuguesa.org.br

CURSO DE MÍDIAS SOCIAIS

Um investimento para melhorar a performance profissional

 A participação no Curso de Gerência de Mídias Sociais da Ecommerce School (http://www.ecommerceschool.com.br/index.php), que oferece aos participantes o estado da arte sobre teoria e prática, que envolve as decisões de negócios no contexto da gestão da comunicação no ambiente virtual, é para melhorar o desempenho profissional e contribuir para melhores e “quentes” conteúdos nas redes

Sala de aula no primeiro dia de atividades

O curso de Gerentes de Mídias Sociais tem 120 horas de duração e apresenta disciplinas relacionadas à gestão de crises, atendimento (SAC 2.0), métricas e monitoramento, social games, planejamento estratégico digital, gestão de blogs corporativos, estratégias de vídeos online, gestão de pessoas, redação para web e gestão de conteúdos, entre outros específicos tais como: estratégias no Facebook, Twitter, Pinterest, Blogs, YouTube, Instagram, LinkedIn e muito mais.

Objetivos do curso :

• Desenvolver habilidades de comunicação online.
• Diferenciar a comunicação autêntica usadas nas mídias sociais, da comunicação tradicional de marketing.
• Ensinar como montar departamentos de mídias sociais nas empresas.
• Habilitar os alunos a criarem relatórios de ações a partir de dados coletados em social media.
• Identificar novos talentos da comunicação digital brasileira.
• Formar comunicadores líderes na disseminação de mensagens pela Internet.

     O esforço é grande, a decisão é arrojada, mas é necessário. Hoje o profissional da comunicação, precisa reconhecer e agir para melhorar seu desempenho nas Redes Sociais.

Quero socializar os conhecimentos, discutir e trocar experiências com os colegas e grupos organizados. Estou participando desse curso, como um investimento do PSB/GO, que aposta no projeto de 2014, com a pré-candidatura de José Batista Júnior – Júnior Friboi.

 

Quando o apito da feira…

O SUCESSO DA AGRICULTURA FAMILIAR NO COOPERATIVISMO

 

É tarde de quinta-feira, os agricultores estão arrumando suas bancas, cada um no seu lugar demarcado. A feira está quase pronta; tem jiló, abóbora, quiabo, milho, rapadura, cenoura, banana, laranja, polpa de maracujá, requeijão, tudo produzido pelas centenas de famílias de agricultores familiares da cidade e região. Itapuranga, distante 167km de Goiânia, é a capital do maracujá, diz uma placa na entrada da cidade.

Ilzo e Lázara na Faz. Goiabeiras – Itapuranga

O município de destaca pela forte organização através do cooperativismo. A COOPERAFI – Cooperativa de Agricultores Familiares de Itapuranga – conseguiu mudar o rumo econômico e social do município, e conseguiu adesão e apoio da Petrobras. Os projetos da cooperativa são financiados pela estatal e por organismo internacionais e do Governo Federal, através do MDA e MDS – Desenvolvimento agrário e social, respectivamente.

O que vi em Itapuranga foi a confirmação de anos de luta e organização que os agricultores familiares tradicionais e assentados na região. As famílias conseguiram transformar suas perspectivas de vida com o cooperativismo. O resultado é um mercado ativo para aquisição dos produtos, o Governo Federal incentivando através dos programas de aquisição de alimentos e da merenda escolar,  e também os consumidores do varejo comprando produtos de qualidade.

Ilzo e Lázara, da região do “Laranjal”, na fazenda “Goiabeiras”, são exemplos da resistência organizada da agricultura familiar. Através da COOPERAFI, eles comercializam seus produtos na feira e entregam polpa de frutas para a indústria da cooperativa. “Se fosse possível, traríamos nossos filhos de volta para o campo, a vida aqui melhorou demais”, declarou Ilzo, um cooperado que se dedica à produção de hortifruti orgânicos. Essa modalidade já é maioria no mercado local.

Feira organizada com produtos orgânicos e de qualidade

A dedicação de jovens e adultos em Itapuranga, mostra que a Agricultura Familiar continua forte e o campo tem uma tendência para a renovação, a partir de práticas novas que motivam os jovens e abrem novas perspectivas de geração de emprego e renda.

Fiscal apita para começar a feira às 17h

Ah, são pontualmente 17h em Itapuranga, o fiscal geral da feira da agricultura familiar toca o apito, é o sinal que os negócios podem começar. Quem quer comprar compra, e quem quer vender vende….eu comi meu pastel, comprei meu queijo e sai feliz, ao confirmar que 70% dos produtos que chegam à nossa mesa vem da Agricultura Familiar.

 

 

 

Agricultores familiares recebem bens do Pronat

O evento acontecerá na Seagro e contará com a presença da Fetaeg

Nesta terça-feira,13 de novembro,  a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Goiás (Fetaeg) participa da solenidade de entrega de bens à agricultura familiar. O presidente da Fetaeg, Elias D’Angelo Borges, e a diretora de Política Agrícola, Sandra Farias, estarão presentes.

Plantação de Gergelim, acompanhada por Elias Borges (FETAEG)

O evento acontecerá na Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seagro) e será realizado em parceria com a Delegacia Federal de Desenvolvimento Agrário em Goiás (Ministério do Desenvolvimento Agrário) e entregará veículos, trator agrícola e implementos, tanque de resfriamento de leite, móveis, equipamentos de informática, entre outros.

Os bens foram adquiridos através do Programa Nacional de Desenvolvimento Territorial (Pronat) e serão destinados às entidades de agricultores familiares dos Territórios Vale do Rio Vermelho, Vale do Rio Araguaia, vale do São Patrício e Chapada dos Veadeiros.

 

Serviço:

Solenidade de entrega de bens a agricultores familiares

Data: 13/11/2012

Horário: 9h

Local: Auditório da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação

contato – Elias Borges – FETAEG – (62) 8118-3937

 

VAMOS SALVAR O BOSQUE DO CAFÉ

Um “conluio” de crescimento

Uma empresa de geradores de energia com sede em Goiânia e filial em Brasília, resolveu aproveitar a crise cavalar da CELG, e disparou no crescimento de venda e locação de motores para gerar energia. Essa empresa esqueceu de uma coisa:  que tanto ela, quando a famigerada CELG,  precisam gerar energia com respeito ao meio ambiente e as pessoas.

A empresa DCCO, localizada num bairro residencial da capital, expandiu os seus negócios, comprou vários prédios no setor Santa Genoveva, e agora resolveu fazer do Bosque do Café – área de conservação ambiental – um estacionamento de caminhões. Os veículos estão sempre tomando as vias do Bosque, com produtos inflamáveis, e também as calçadas da via de acesso ao bosque, denominada de Av.Serra Dourada. Já pedimos, sugerimos a retirada dos veículos, mas os diretores da empresa parecem insensíveis.

Funcionário faz abastecimento de caminhão na via de acesso ao Bosque do Café

Neste domingo, 26 de agosto, diante do perigo real dos carros sendo abastecidos em local impróprio, resolvei ligar, novamente, para a AMMA – Agência Municipal do Meio Ambiente – no número verde 161. A atendente mostrando disposição, ouviu a estória, tentou encaminhar o problema para a agência de trânsito, e depois de consultar um superior, deu uma resposta estarrecedora: “Vamos deixar acontecer algum derramamento de combustível para o senhor fazer uma reclamação, pois não aconteceu nada e assim nosso pessoal não pode atender seu pedido e eu não posso abrir uma reclamação”. Fiquei impressionado com a educação e falta de compreensão da parte da atendente, que naquele momento   representava o poder público municipal. Tenho certeza que essa não deve ser a orientação da administração municipal de Goiânia, mas parece um conluio de alguns servidores despreparados,  com as grandes empresas, pois o servidor de plantão pediu para que acontecesse um “acidente ambiental” para a AMMA agir.

 

Caminhão no Bosque do Café, com carga perigosa (transporte de combustível)

Já “salvamos” o Bosque do Café de outra ação criminosa de uma empresa de telefonia, que fazia escavações dentro da área para instalar cabos de fibras. Na época o presidente da AMMA tomou providências imediatas, parou a obra e multou a empresa, tudo sob o comando do prefeito Paulo Garcia.

Estacionamento nas calçadas e transbordo de equipamentos inflamáveis na via pública

Agora esperamos a mesma eficiência para não deixar dúvidas com os moradores e cuidadores do Bosque do Café,  sobre a conservação e proteção ambiental da cidade,  e que a administração não fiscaliza as empresas poluidoras, nesse caso a  DCCO-Geradores.

Para quem deseja ajudar, pode também acessar o sitio da empresa poluidora e mandar uma mensagem – www.dcco.com.br

Vamos salvar o BOSQUE DO CAFÉ.

Esse texto foi CENSURADO, a empresa entrou na JUSTIÇA pedindo que fosse retirado. Cumpri a decisão JUDICIAL. Mas desejo a análise de todos, se é censurando que se resolve….