RURAIS DOS SETORES DA CARNE E SUCROALCOOLEIRO CONQUISTAM REAJUSTE EM GOIÁS

 

Cerca de 30 mil trabalhadores do setor sucroalcooleiro do estado de Goiás, fecharam a CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO neste mês de março. Já é a 33ª Convenção Coletiva de Trabalho do setor sucroalcooleiro; realizada pela Federação dos Trabalhadores Rurais Empregados Assalariados (as) do Estado de Goiás – FETAER – realiza. Os  trabalhadores conquistaram um reajuste que garante o salário base de R$ 1.044,00 (hum mil e quarenta e quatro reais), o reajuste foi de 4,69% para toda categoria, que vigora desde o dia  20 de março, e valerá para a safra 2017/2018. O acordo foi possível após a realização mais de 30 assembleias dos trabalhadores do setor sucroalcooleiro, negociado entre a  FETAER e SIFAEG/Sinfaçucar  – Sindicato da Indústria de fabricação de etanol do estado de Goiás e Açúcar.

Cortador de cana na plantação com seus instrumentos de trabalho.

CORTADOR DE CANA em Itapuranga-GO

Segundo José Maria de Lima, é a primeira Convenção Coletiva do setor, celebrada pela FETAER; “Lutamos 32 anos juntos com os agricultores familiares e agora temos nossas entidades específicas de assalariados e assalariadas rurais, há mais de três décadas estamos lutando por melhores condições de vida para os trabalhadores da cana”, afirmou José Maria.
O presidente da CONTAR – Confederação Nacional dos Trabalhadores Assalariados – Antonio Lucas Filho, participou da mesa de negociação em Goiás. “Eu conheço o corte da cana e entendo quanto é importante para o trabalhador um reajuste salarial nesse momento de dificuldade econômica. Vamos continuar lutando por melhores condições de trabalho para todos os assalariados brasileiros”, disse o dirigente.
Participaram da 33ª Convenção Coletiva de Trabalho do setor sucroalcooleiro, representantes de 30 sindicatos de trabalhadores, com abrangência sindical em mais de 80 municípios goianos; o setor hoje emprega mais de 30 mil trabalhadores e trabalhadoras na produção de álcool e açúcar no estado, em 32 usinas.

 

BRF faz acordo com os trabalhadores da produção de carne suína e aves

 

No mês de março a FETAER também fecho um acordo coletivo de trabalho, que beneficia mais de 5 mil trabalhadores da região sudoeste do estado de Goiás; são os trabalhadores das granjas integradas da BRF-Brasil.

A Federação dos Trabalhadores Assalariados e Empregados rurais – FETAER – e sete sindicatos de assalariados da região sudoeste, assinaram a CONVENÇÃO Coletivo de Trabalho dos empregados das granjas de suínos e aves da região; a convenção garante aos trabalhadores um reajuste de 4,69% (índice do INPC), com vigência de março de 2017 até 2018.
Segundo José Maria de Lima, presidente da FETAER, cerca de 5 mil trabalhadores integrados do setor foram beneficiados com a Convenção. “A região sudoeste gera muito emprego no campo, e temos muitos assalariados rurais e agricultores familiares trabalhando nas granjas, o acordo irá dar garantia de mais qualidade de vida e salário para os empregados rurais”, disse José Maria.
A Convenção Coletiva de Trabalho beneficia os trabalhadores de 18 municípios do sudoeste goiano, representados pelos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais de Acreúna, Paraúna, Rio Verde, Mineiros, Jataí, Montividiu e Quirinópolis. A Convenção de Trabalho foi assinada entre os sindicatos, FETAER e os integrados da BRF em Rio Verde-GO.