ASSALARIADAS RURAIS NA LUTA CONTRA A VIOLÊNCIA

16 dias de ativismo no mundo

Deste o dia  25 de novembro, Dia Internacional pela erradicação da violência contra as mulheres até 10 de dezembro, Dia mundial dos Direitos Humanos, as mulheres urbanas e rurais e as representantes das entidades  filiadas à Rel UITA estarão mobilizadas para dar visibilidade a todos os tipos de violência de gênero e promovendo a defesa dos direitos humanos no campo. As assalariadas rurais do Brasil se juntam as mulheres do mundo, para o combate a violência.

       A CONTAR – confederação nacional dos trabalhadores assalariados e assalariadas rurais – faz parte da  Campanha de 16 dias de ativismo contra violência de gênero e pela promoção de direitos humanos “Eu tenho direitos quero igualdade e respeito”, coordenada pela União Internacional dos Trabalhadores na Alimentação (Uita), entidade a CONTAR  é filiada, e por outras organizações parceiras.

A campanha é internacional, desenvolvida no mundo desde 1991, sempre nos no período de  25 de novembro – Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher –  a 10 de dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos.

A mobilização é da  Secretaria Regional da UITA, onde um importante número de mulheres trabalhadoras e sindicalistas estão  liderando os movimentos de luta e solidariedade, neste novo cenário que paira sobre a humanidade.

Isto fez com que surgisse a ideia de um aprofundamento maior sobre suas experiências, ressaltando os avanços e deixando claro o que é  preciso melhorar. Por isso, habilitamos pontos de encontro para conhecer, em primeira mão, os seus trabalhos e sua militância no empoderamento de seus pares, dentro e fora da organização sindical. As fortalezas são  construídas a partir do conhecimento e da troca de experiências!

E isso foi A CLAMU te visita! Um espaço para visibilizar as necessidades e propostas das mulheres e da comunidade LGBTI da UITA, promovendo a liderança e participação da mulher na tomada de decisões nos diferentes níveis da organização sindical.

Confira mais detalhes da CAMPANHA – 16 dias de ativismo

http://rel-uita.org/br/

Carta Aberta alerta autoridades da gravidade da COVID-19

Considerando o rápido crescimento do número de casos e de óbitos registrados em várias cidades de todas as cinco regiões do país nos últimos dias, estamos alertando as autoridades políticas sobre a gravidade da situação sanitária do país. A epidemia de Covid-19 se alastrou por todo o território nacional e o quadro verificado hoje pode em pouco tempo levar a uma situação pior do que já vivemos até aqui: o epicentro pode ser o país inteiro. Tanto nos hospitais públicos quanto privados, as taxas de ocupação estão aumentando e chegando em alguns níveis acima de 90%, o que indica que o sistema de saúde pode entrar em colapso rapidamente e o crescimento de óbitos ser maior ainda em função de falta de assistência.


Neste sentido, apelamos às autoridades políticas e sanitárias para que todos os esforços sejam feitos com a finalidade de conter a transmissão do vírus SARS-CoV-2 e diminuir os danos causados pela pandemia.

Temos apontado a necessidade de articulação das ações nos níveis federal, estadual e municipal em caráter emergencial. No dia 3 de julho, junto com mais 13 entidades científicas da área da saúde e com a participação do Conselho Nacional de Saúde, lançamos o Plano Nacional de Enfrentamento à Pandemia de Covid-19, no qual estão descritas de forma clara as medidas que devem ser tomadas em caráter de urgência para conter a transmissão, proteger a população e cuidar dos doentes.


Apelamos para que todos os governantes somem seus esforços em cada esfera de atuação para que esta crise possa ser contida e para que o país não vivencie momentos mais graves do que já assistimos.


Mais uma vez nos colocamos disponíveis para auxiliar na construção de estratégias que possam aliviar o sofrimento de nossa população e tirar o país desta gravíssima situação sanitária.

 

Rio de Janeiro, 20 de novembro de 2020
 

Associação Brasileira de Saúde Coletiva – ABRASCO

https://www.abrasco.org.br/site/wp-content/uploads/2020/07/PEP-COVID-19_v2.pdf

Mercado e emprego serão beneficiados pela injeção de R$ 214 bilhões do 13º salário

Todo trabalhador, com registro em Carteira, tem direito ao 13º salário. Se trabalhou o ano todo, recebe integral. Se não, recebe proporcional ao tempo na empresa. É o que garante a Lei 4.090, de 13 de julho de 1962, sancionada pelo Presidente João Goulart. Tem direito à remuneração o rural e urbano, inclusive empregados domésticos, segurados da Previdência e aposentados. A partir de 15 dias trabalhados, a pessoa recebe 1/12 avos.
Dieese – O valor do 13º deve superar R$ 214 bilhões. Segundo o Dieese, o abono beneficiará cerca de 80 milhões de brasileiros e representará em torno de 3% do PIB. A média, este ano, é de R$ 2.458,00. Os valores chegarão ao bolso de 48 milhões, ou seja, 60% dos formalizados.


Economista – Para Pedro Afonso Gomes, presidente do Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo, toda renda bem distribuída ajuda a alavancar a economia. “Diferente dos recursos concentrados, que não circulam, o dinheiro do 13º salário vai para o consumo, pagamento de serviços ou dívidas, alimentando o sistema de crédito”. É uma roda que move a economia, gerando emprego e renda. “Ou seja, todo mundo é beneficiado”, afirma Pedro.
Prazos – Advogado do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região, Marcílio Penachioni explica que o benefício deve ser pago entre fevereiro e dezembro, com prazo final de quitação em 20 de dezembro. Ele diz: “O adiantamento de 50% tem que ser pago até 30 de novembro, sem qualquer desconto.” Na segunda parcela incidem descontos, como previdência ou imposto de renda. Pra quem está há mais de 12 meses na empresa, o valor deve ser igual ao salário vigente em dezembro. Se não, é feito cálculo com a média dos meses trabalhados.
 Outras verbas salariais, como comissões, horas extras, adicionais noturno e de insalubridade, também são computados no 13º. “Por isso, é importante procurar o Sindicato caso haja dúvida ou algum problema”, orienta o dr. Marcílio. Mais – Acesse o site do Dieese

FESTIVAL DO LIVRO DA USP

  Acontece   até o próximo domingo , 15 de novembro, a Festa Virtual do Livro da USP. Em 2020, a tradicional feira de livros será virtual, e as vendas serão realizadas pela loja virtual de cada editora participante. Se, por um lado, perdemos a grande comoção e o contato direto, olho no olho com nossos leitores, por outro ganhamos alcance nacional, expandindo o evento para muitos que não teriam a possibilidade de participar presencialmente.

Confira alguns livros na LOJA da BOITEMPO com 50% de desconto em nossa loja virtual até as 23h59 do dia 15.
Destacamos abaixo alguns títulos que participam da promoção e convidamos você a nos acompanhar em nossas redes sociais, nas quais destacaremos outros achados da lista ao longo de todo o evento!

LIVRO faz relato de quem testou positivo pela COVID-19

Nesta quinta-feira, 05 de novembro às 17h, o repórter cinematográfico Isael Alves, autor do livro “Testei positivo – Um relato”, e o gerente da editora A União, Alexandre Macêdo, participam de um bate-papo com Gi Ismael no perfil do Instagram do jornal A União @jornalauniao . Os três conversarão sobre a obra autobiográfica que narra a trajetória de Isael e os momentos vividos quando foi surpreendido pela covid-19.

Anote aí: 05 de novembro, 17h no Insta @jornalauniao

Paraíba concede incentivo fiscal para setor de confecções

O governo da Paraíba concede incentivos fiscais às indústrias têxteis e ao comércio varejista de confecções de 54 municípios polarizados por Campina Grande. A iniciativa deve contemplar, inicialmente, cerca de quatro mil pequenos empresários do Estado, fortalecendo a economia local e a geração de emprego e renda. 

foto -Francisco França

O benefício fiscal garante a redução da carga tributária das indústrias de confecções para 2% a empresas que não possuem outro tipo de benefício; e redução da carga tributária para 3% nas operações de venda das empresas varejistas de confecções de pequeno porte, com regime de pagamento normal, referentes a produtos fabricados na Paraíba. 

Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual ressaltou que os incentivos fiscais irão proporcionar diversos benefícios para toda a região. “Esse decreto consolida definitivamente a região polarizada por Campina Grande como um grande polo de confecções que será o maior do Nordeste em alguns anos por conta da redução do imposto às indústrias e ao setor de varejo. Essa é uma redução agressiva e será decisiva para a geração de emprego e renda e para a instalação de indústrias”, frisou. 

O secretário de Estado da Fazenda, Marialvo Laureano, explicou que o decreto visa fortalecer as indústrias e o comércio varejista da Paraíba.  “Todas as indústrias têxteis da Paraíba que venderem seus produtos para o polo têxtil da região que agrega os 54 municípios da região polarizada por Campina Grande poderão usufruir do benefício e pagar apenas 2% de crédito presumido. Já o benefício fiscal do varejo contemplará todas as empresas varejistas localizadas nas 54 cidades, podendo comprar das indústrias paraibanas e venderem nos seus estabelecimentos, pagando apenas 3%, desde que não façam parte do Simples Nacional. 

O presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), Buega Gadelha, destacou a alegria de testemunhar um momento histórico para a região de Campina Grande. “O município sempre foi referência no comércio e recebemos o nosso presente de Natal antecipado e digo, com toda certeza, que essa ação vai surpreender a nossa cidade, gerando emprego e renda e nós só temos a agradecer”, disse. 

O presidente da Fecomércio Paraíba, Marconi Medeiros, elogiou o decreto assinado pelo governador. “Esse decreto oferece simplificação às empresas e às indústrias, dando segurança jurídica e essa ação vai surpreender a Paraíba, atraindo empresas de outros segmentos para prestar serviço às ligadas ao setor têxtil”, comentou. 

O representante da Federação da Micro e Pequena Empresa da Paraíba (Femicro), Antônio Gomes, agradeceu a iniciativa do Governo do Estado. “Isso demonstra a sensibilidade com o pequeno e médio empresário e estou muito satisfeito com a maneira do governo solucionar os nossos problemas”, falou. 

O presidente em exercício da Câmara de Dirigentes Lojistas de Campina Grande (CDL-CG), Carlos Botelho, elogiou a iniciativa da gestão estadual para fortalecer o comércio paraibano. “Essa é uma semente que está sendo plantada para fomentar negócios e é muito importante que possamos dar as mãos. Eu parabenizo o incentivo e estamos de portas abertas para construirmos uma Paraíba melhor e uma Campina cada vez mais desenvolvida”, pontuou. 

“Nós estamos à disposição para cooperar efetivamente com essa iniciativa para a construção do desenvolvimento da Paraíba”, disse o diretor técnico do Sebrae, Luiz Alberto. 

O senador Veneziano Vital do Rêgo agradeceu mais uma ação do Governo do Estado para Campina Grande. “Esse novo regime mudará o cenário da nossa cidade e eu agradeço o dinamismo, a ousadia e a visão do governo”, acrescentou.  

Municípios contemplados com os benefícios fiscais – Os 54 municípios que serão atendidos pelo Governo do Estado são Campina Grande, Lagoa Seca, Boa Vista, Massaranduba, Fagundes, Esperança, Pocinhos, Puxinanã, Ingá, Itatuba, Riachão do Bacamarte, Serra Redonda, Areial, Montadas, Alagoa Nova, Matinhas, São Sebastião de Lagoa de Roça, Soledade, Cubati, Olivedos, São Vicente do Seridó, Queimadas, Alcantil, Boqueirão, Cabaceiras, Barra de Santana, Barra de São Miguel, Caturité, Riacho de Santo Antônio, São Domingos do Cariri, Aroeiras, Gado Bravo, Natuba, Santa Cecília, Umbuzeiro, Monteiro, Prata, Camalaú, Ouro Velho, São João do Tigre, Zabelê, Sumé, Amparo, Congo, Serra Branca, Santo André, São João do Cariri, São José dos Cordeiros, Caraúbas, Coxixola, Parari, Gurjão, São Sebastião do Umbuzeiro e Livramento.

FONTE – SECOM PB

Sinta o cheirinho de LIVRO novo daí

Eu quero convidar vc para uma grande viagem…são 2650 livros digitais para baixar de graça.

A Universidade Federal do Rio de Janeiro, juntou publicações das principais universidades do Brasil, e agora disponibiliza pra você. São livros digitais para baixar de graça.

Baixe seu livro agora

Sinta o cheirinho de livro novo daí! Estão disponíveis 89 e-books (livros eletrônicos) de Ciências Agrárias, 43 de Ciências Ambientais, 73 de Ciências Biológicas, 215 de Ciências da Saúde, 57 de Ciências Exatas e da Terra, 1.154 de Ciências Humanas, 581 de Ciências Sociais Aplicadas, 40 de Engenharias e 398 de Linguística, Letras e Artes.

Acesse os links e baixe os livros:

Da Universidade Federal de Campina Grande a   Profª Drª . Sônia Correia Assis da Nóbrega, disponibiliza também novas publiações:

  1. Direito dos animais como pessoa https://educapes.capes.gov.br/handle/capes/571104