CANAVIEIROS CONSEGUEM PISO SALARIAL DE 753 REAIS E USINEIROS NÃO CEDEM ALIMENTAÇÃO

Depois de sete rodadas de negociação entre FETAEG e SIFAEG, os 20 mil trabalhadores rurais do setor canavieiro goiano, conseguiram um reajuste salarial de 9,75% no piso salarial da categoria. O Salário inicial de um cortador de cana é R$ 752,53 a partir de hoje no estado.

A Federação dos trabalhadores na Agricultura do Estado de Goiás e a Contag – Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura – participaram das negociações no Sindicato da Indústria do Açúcar e Álcool – SIFAEG – representando os cortadores de cana em Goiás. Segundo José Maria de Lima, secretário de Assalariados da FETAEG, foi uma negociação difícil e os usineiros ainda não concordaram no fornecimento de alimentação gratuita e de qualidade para os trabalhadores rurais do setor canavieiro. Segundo José Maria, hoje um cortador de cana, produz em média 12 toneladas de cana cortada por dia; “É um trabalho de exaustão e precisa de boa alimentação. Nosso pessoal leva comida de casa e isso é um risco para a qualidade de vida do trabalhador”, reclama José Maria da FETAEG.

Os trabalhadores foram assessorados pelo DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e  Estudos Socioeconômicos – além do acompanhamento da assessoria da CUT e  CONTAG. Segundo José Maria, hoje em Goiás, são 62 municípios com sindicato de trabalhadores rurais da cana, representando mais de 100 municípios com 20 mil trabalhadores e trabalhadoras no setor.

 

JOSÉ MARIA DE LIMA – (62) 8118-3936 – Secretário de Assalariados da FETAEG.

Elias D’Angelo Borges – (62) 8118-3937 – Presidente FETAEG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *