DALMO E LUIZ2

DALMO QUER DEFENDER A POPULAÇÃO NEGRA NA ALPB

 

O jornalista Dalmo Oliveira confirmou sua candidatura a deputado estadual, durante a convenção realizada pelo Partido dos Trabalhadores (PT), na sede da legenda, em João Pessoa.  “Estamos prontos para defender os direitos da população negra paraibana, o legado deixado pelos Presidentes Lula e  Dilma e para ajudar as forças mais progressistas a ganharem o pleito de outubro”, declarou o jornalista logo após a homologação do seu nome.

 

Dalmo e Luiz Couto

Dalmo e Luiz Couto

“Estamos recebendo os primeiros convites para visitar os companheiros e companheiras das bases nas cidades do interior do estado”, informou Dalmo. Ela disse ainda disse que com as candidaturas de Luiz Couto ao Senado e de Frei Anastácio para a Câmara Federal, os cenários de conquista de votos foi bastantes alterado dentro das hostes do próprio PT. “Anastácio é um antigo parceiro nosso, mesmo quando ainda não éramos filiados ao PT. Sempre acompanhei e apoiei sua luta na Comissão Pastoral da Terra (CPT), desde o início dos anos 90. Luiz Couto, antes de se tornar parlamentar, já nos orientava e apoiava enquanto diretor do CCHLA, no Campus I da UFPB, onde iniciei minha militância social no Movimento Estudantil. Nossa estrada é longa e antiga e nossos caminhos têm se cruzado desde então”, comentou.

Dalmo Oliveira disse ainda que pretende fazer uma campanha realista, sem invadir os espaços de demais companheiros e companheiras do PT e dos partidos de esquerda. “Estamos disponíveis para dialogar com todos os segmentos, mas temos foco. Não acreditamos em política de ‘currais eleitorais’, mas na vontade soberana dos indivíduos e de suas organizações civis. Como sindicalista, sabemos a importância dos sindicatos nesse momento. Sabemos que as ONGs também podem fazer a diferença. Queremos oferecer mais uma opção de voto aos paraibanos e paraibanas. Temos consciência do nosso papel e podemos ajudar a mudar o atual quadro social, para que o Estado priorize políticas públicas para atender as urgências sociais do nosso povo mais carente”, disse o jornalista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *