LIXO QUE TE QUERO LIXO

O jeito que acondicionamos e descartamos o lixo ou produtos recicláveis, é vergonhoso, tanto para o descartador quanto para quem vê o descarte. Nem parece que Goiânia apresenta-se, segundo dados do IBGE, como uma cidade de excelente qualidade de vida. Ora, que qualidade, se ainda tem gente que não sabe descartar o lixo.

Em um setor de classe média alta na região norte de Goiânia, um proprietário colocou uma placa bem explicativa, para impedir o desaforo dos vizinhos. Mas de nada adianta, pois o pedido não é atendido.

Em pior situação encontramos um patrimônio público natural; o Ribeirão “João Leite”, o responsável pelo abastecimento da água que consumimos na cidade. Pois bem, às margens da Rodovia 080, alguém depositou  seus sacos de lixo, que inevitavelmente cairão dentro do rio e garantirão mais mortes de peixes e poluirão nossas águas.

Eu fico indignado, impressionado, pois aqui na capital de Goiás tem “Cata-treco”, Coleta Seletiva e coleta diária na ruas, varrição, coleta de entulho e um telefone disponível para auxiliar os desavisados e desinformados (62)3524-8555. Não jogue  lixo nas ruas, descarte corretamente, por amor aos nossos rios, mares e nossas vidas, amém!

2 comments

  • Rosangela Aguiar

    Infelizmente ‘e um problema de educacao. Muito do que reclamamos nas cidades onde vivemos depende nao so do poder publico, mas da populacao tambem. cada deve fazer a sua parte e lugar de lixo ‘e no LIXO (leia-se lixeira).

  • O grande drama, caro Lula, é que o povo é mal-educado mesmo. Infelizmente. Isso independe de qualquer política de manejo de resíduos de qualquer governo. Ô povinho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *