CONTAG E FETAEG

CONTAG e FETAEG discutem políticas de acesso a terra em Goiás

 

Durante dois dias, representantes de 40 entidades sindicais dos trabalhadores e trabalhadoras rurais do estado de Goiás, estão discutindo as políticas de acesso a terra e de permanência no campo. O evento é realizado pela CONTAG – Confederação Nacional do Trabalhadores rurais  e Agricultores e Agricultoras familiares  – e a FETAEG – Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do estado de Goiás. O encontro de dois dias (18 e 19) é realizado em Goiânia-GO, com apoio do SENAR – Serviço Nacional de Aprendizado Rural.

CONTAG E FETAEG

“Estamos aqui para motivar e mobilizar nossa categoria, para a continuidade das políticas de acesso a terra e permanência no campo. Nós não podemos deixar que nenhum governo destrua  as políticas públicas do campo”, afirmou Elias Borges, secretário de política agrária da CONTAG, durante a “oficina” de capacitação realizada em Goiânia. No mesmo tom, o presidente da FETAEG, Alair Luiz dos Santos, disse que agora é hora de fortalecer mais ainda a luta pela reforma agrária e pressionar os parlamentares para garantir as políticas públicas. “Estamos firmes e vigilantes nas discussões sobre a reforma da previdência, mas ainda temos muitas demandas de trabalhadores rurais sem terra para produzir, e estamos vendo um desmonte das políticas de desapropriação, aquisição de terra e abertura de crédito para os trabalhadores e trabalhadoras rurais”, disse Alair dos Santos na abertura do evento.

OFICINA REFORMA AGRÁRIA

O encontro também serviu para mobilização da Marcha das Margaridas, que acontecerá em Brasília no mês de agosto. A marcha é considera a maior mobilização sindical deste ano no Brasil. Goiás está mobilizando trabalhadoras de todos municípios para se juntas as 100 mil manifestantes que vão ocupar Brasília.

No segundo dia de trabalho, a Oficina de Capacitação vai discutir as políticas de acesso a terra pelo Programa Nacional de Crédito Fundiário – PNCF. Em Goiás a política deu certo nos últimos anos, mas segundo os dirigentes sindicais, o programa ainda tem muitas pendências, principalmente sobre a continuidade da modalidade.

Nesta quarta-feira, 19, os gestores do  PNCF vão  participar das discussões sobre o  andamento do programa no estado de Goiás.  O encontro acontece no auditório do Hotel Umuarama em Goiânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *