JACKSON DO PANDEIRO - CAPA LIVRO

Selecionadas as atrações do FESTIVAL JACKSON DO PANDEIRO

JACKSON DO PANDEIRO - CAPA LIVRO

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba divulgou, nesta quarta-feira (19), a lista de propostas selecionadas para compor a programação do Festival de Artes Jackson do Pandeiro. O evento, que acontece no período de 25 a 28 de julho, em João Pessoa, é realizado pela Funesc, como parte das comemorações do centenário de nascimento do cantor, compositor e ritmista paraibano mundialmente conhecido como o Rei do Ritmo. Ao todo, foram escolhidas 45 propostas nas áreas de música, teatro, dança, circo, literatura, audiovisual e cultura popular. Entre as atrações já confirmadas estão o show do pernambucano Lenine, oficina de pandeiro ministrada pelo pernambucano Marcos Suzano e concerto da Orquestra Sinfônica da Paraíba.

Para as atrações selecionadas por meio de edital, os cachês variam de R$ 500 a R$ 3.000, de acordo com as atividades descritas no fim da matéria. A lista completa está disponível no site www.funesc.pb.gov.br. Apesar de o tema ser o centenário de Jackson do Pandeiro, nem todas propostas têm a obrigação de seguir o mote do evento.

A programação cultural do Festival de Artes Jackson do Pandeiro abrangerá shows, cortejos, apresentações, performances, intervenções, espetáculos, palestras, exposições, mostras, oficinas, encontros e outras atividades de formação artístico-culturais. Serão quatro dias de atividades intensas concentradas no Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa. O evento contará, ainda, com dois shows de atrações nacionais a serem revelados posteriormente.

Para dar mais vigor à homenagem, o Espaço Cultural se dividirá em polos e cada um deles será nomeado com títulos ou trechos de canções de Jackson do Pandeiro. A Praça do Povo se chamará ‘Sebastiana’. Já a Sala de Concertos Maestro José Siqueira será o ‘Canto da Ema’ durante os quatro dias de evento. O Teatro Paulo Pontes será ‘Cabeça Feita’ enquanto o Teatro de Arena será ‘Chiclete com Banana’. O Cine Banguê passará a ser ‘Jack Perry’. Até o Estacionamento entrará no ritmo com o nome ‘A Ordem é Samba’. A Feira Criativa que acontecerá ao longo do festival será ‘B com A’ enquanto que o Planetário ganhará o sugestivo nome ‘Eu Vou pra Lua’, a Galeria Archidy Picado será o ‘Quadro Negro’ e os Auditórios serão o polo ‘Luz do Saber’.

Jackson do Pandeiro – Nome artístico de José Gomes Filho, nascido em Alagoa Grande, em 31 de agosto de 1919, e que passou boa parte da vida em Campina Grande. Começou a admirar a música por meio da sua mãe, a cantadora de coco Flora Maia, que colocou o filho para tocar zabumba aos sete anos. Seu primeiro sucesso, “Sebastiana”, na década de 1950, o lançou para o Brasil e para o mundo. Jackson chegou a fazer duetos e parcerias com nomes como Luiz Gonzaga, Edgar Ferreira e Rosil Cavalcanti e ganhou o título de Rei do Ritmo. Ele morreu vítima de embolia pulmonar e cerebral em 10 de julho de 1982, aos 62 anos, em Brasília (DF).

https://paraiba.pb.gov.br/noticias/funesc-divulga-propostas-selecionadas-para-festival-de-artes-jackson-do-pandeiro/propostas-selecionadas-para-o-festival-de-artes-jackson-do-pandeiro.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *