06/05/2021
Início Posts Política Já está tendo luta!

Já está tendo luta!

Mulher na manifestação em Brasília, óculos escuros, blusa branca, fita vermelha na cabeça e com o braço levantado significando luta

 

 

Por trás de gravatas, de faixas verde-amarelas e de gritos ao microfone, exibiu-se ontem, em rede nacional e internacional, o colonialismo à brasileira. Trata-se de um colonialismo insidioso que se camufla em menções à família e à religião e que recorre a bandeiras de fácil aceitação, como o combate à corrupção – sem demonstrar um pingo de constrangimento com a presença ativa de corruptos contumazes na própria Mesa Diretora da farsa.

Assim como o racismo e o machismo ‘naturalizados’, esse colonialismo velado reproduz uma ordem (fundada não apenas na divisão de classes, mas também em diversos modos de viver, em sentido amplo) “daqueles que têm o direito adquirido de mandar e de quem a só cabe obedecer”. Influencia, desse modo, as relações de poder na nossa sociedade, ao longo de séculos. Perigosamente, faz valer princípios de interesse próprio para se impor a pactos sociais fundantes que afetam a todxs.

Esse mesmo colonialismo, que anda de mão dadas com o capitalismo e com o patriarcado, tem sido bravamente enfrentado pelo protagonismo de pessoas, grupos, comunidades, organizações e redes (muitas delas censuradas e violentamente reprimidas) dedicadas a desmascará-lo e a desconstruí-lo, sem tréguas e/ou subterfúgios. Enquanto essa estrutura de ‘injustiça cognitiva’ não for profundamente abalada, a partir das lutas concretas e históricas de quem se ergue para contestar as hierarquias coloniais que pairam sobre a acanhada democracia liberal-representativa, grandes encenações como essa, por mais bizarras que sejam, tenderão a se repetir outras e mais vezes.

Maurício Hashizume,jornalista, mestre em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP) e doutorando em Pós-Colonialismos no Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra (UC), Portugal.

‪#‎JáEstáTendoLuta

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Penso que esse processo tem dois aspectos a serem considerados: um bom e um ruim.

    É ruim, uma vez que fortalece esses bandidos que tomaram o congresso nacional de assalto, por meio do voto (certamente comprado) daqueles que não sabem o que fazem. Esse pessoal mais forte fica mais protegido e será difícil os braços da justiça os alcançar.

    É bom, uma vez que livra o PT, principal sustentáculo da esquerda, do desaparecimento certo. Prevejo dias piores (muito piores) até 2018 e quem estiver no poder será cobrado por isso. O PT terá, então, a grande oportunidade de se reciclar e de voltar à cena política com algum protagonismo.

    Não sou PTista. Penso apenas que o equilíbrio de forças entre a direita e esquerda são saudáveis a qualquer país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

“NA GAVETA” comenta a taça mais cobiçada do mundo

  ESPORTES: Na GAVETA   – Hoje, 05 de Maio, 13h , na RÁDIO QUINTAL e nas principais plataformas de áudio. No terceiro episódio de “NA GAVETA”,...

“Quem não vê bem uma palavra não pode ver bem uma alma” (Fernando Pessoa)

        Trecho de Fernando Pessoa, escrito no chão do museu interativo da Língua Portuguesa na Estação da Luz, encanta jovens e...

VISÃO DE MUNDO com 5 assuntos no PODCAST

VISÃO DE MUNDO O seu programa quinzenal de notícias internacionais, o Visão do Mundo, terá seu terceiro episódio lançado hoje (03/05) às 10h da manhã....

Animais no convívio humano da infância a velhice, é tema de Podcast

  O 80BPM é parte do projeto "CÁSPER NO QUINTAL", confira:   O terceiro episódio do Podcast 80BPM chegará às principais plataformas de áudio nesta quarta-feira (05),...